Pular para o conteúdo principal

Crítica: Basket Case (1982)


Basket Case é um filme de terror americano, escrito e dirigido por Frank Henenlotter , que foi lançado em 1982. Tem duas continuações,
Basket Case 2 (1990) e Basket Case 3: The Progênie (1991), do mesmo diretor. É notável pelo seu baixo orçamento e violência over-the-top. O filme ganhou o público na década de 1980, devido ao advento do vídeo em casa .






Titulo Original: Basket Case
Ano de Produção: 1982
Direção: Frank Henenlotter
Roteiro: Frank Henenlotter
Produção: Edgar Ievins, Arnold H. Bruck




Enredo:
Basket Case é sobre um jovem chamado Duane Bradley ( Kevin Van Hentenryck ), e seu seu irmão gêmeo siames, que vive em uma cesta. Ao nascer, o gêmeo monstruoso com tomou vida como uma espécie de aberração, preso ao lado de Duane. Quando novo, eles foram separados cirurgicamente contra as suas vontades. Gêmeo de Duane fica profundamente ressentido em ser cortado de seu irmão. Após a mutilação de Dr. Lifflander na pacata cidade de Glens Falls, os irmãos vão então para Nova York . O gêmeo hediondo é envolto em torno de um grande cesto onde quer que seu irmão vá, ele o leva consigo. Os irmãos não descansam até que vingar a separação cirúrgica que fizeram em Duane, matando os médicos responsáveis pelo ato.



Elenco:

Kevin Van Hentenryck - Duane Bradley
Terri Susan Smith - Sharon
Beverly Bonner - Casey
Robert Vogel - Gerente do hotel
Diana Browne - Dr. Judith Kutter
Lloyd Pace - Dr. Harold Needleman
Bill Freeman - Dr. Julius Lifflander
Joe Clarke como Brian 'Mickey' O'Donovan
Ruth Neuman - A Tia
Richard Pierce - Pai de Duane
Sean McCabe - Duane Jovem
Dorothy Strongin - Josephine
Balodis Ilze - Assistente Social
Kerry Buff - Detetive
Tom Robinson - Ladrão no Teatro


Efeitos especiais


Os efeitos especiais para Belial consistem basicamente de um fantoche em algumas cenas e em stop motion em outros. Quando a mão de Belial é visto atacando suas vítimas, é realmente uma luva usada por Henenlotter. O tamanho fantoche Belial completo também é visto nas cenas em que Belial é visto com um ator ou de onde seus olhos brilham vermelho. A seqüência tumulto Belial usado animação stop motion.




Lançamento

Basket Case foi lançado nos cinemas no Estados Unidos pela Analysis Film Releasing Corporation no início em abril de 1982.
O filme foi lançado em DVD nos Estados Unidos pela Image Entertainment em 1998. Esta versão está atualmente fora de catálogo. O filme foi relançado em edição especial DVD por Something Weird Video em 2001.
Foi lançado em Blu-ray no dia 27 de setembro de 2011.


Resenha crítica (Contém spoilers):

Já ouvi em algum lugar que a falta de grana numa produção em hollywood é o pai da criatividade; Se pararmos para pensar em boa parte dos clássicos dos anos 70 e 80, quase todos foram feitos com pouca grana e muita criatividade.

 Diretores iniciantes criando clássicos como Evil Dead, O Massacre da Serra Elétrica com pouco dinheiro e uma equipe iniciante, é o mesmo caso do pequeno filme cult Basket Case, filme de estreia do diretor Frank Henenlotter, que mais tarde dirigiria perolas como Brain Damage e Bad Biology... 

O diretor teve inspiração direta em exploitations dos anos 70, foi assim que ele começou a filmar curtas independentes. Basket Case foi o primeiro longa metragem do diretor, que também assinou o roteiro e a produção, feita com uma equipe limitada e iniciante filmado em 1981 e lançada em circuito limitado em 1982 em sessões da meia-noite (Reservada para filmes B), o filme só ganhou status de cult depois de ser lançado em VHS.




A história de Basket Case é focada em Duane Bradley (Kevin Van Hentenryck), que acaba de se hospedar num hotel meia estrela em Nova York localizado na Times Square, carregando um misterioso cesto com algo vivo no interior. 



Antes da metade do filme descobrimos que o que mora dentro do cesto é o irmão gêmeo siamês de Duane, chamado Belial. Um ser deformado que tem apenas o torço e que só se comunica através da mente de Duane. 



Ambos foram separados na infância, já que o Pai não aceitava Belial e queria que Duane tivesse uma vida normal. 
Pensando nisso ele contratou médicos para fazer uma operação clandestina de remoção. Após a cirurgia, Belial foi jogado numa lixeira e descartado como lixo cirúrgico, onde mais tarde é encontrado por Duane. 

Anos se passam e depois de todo o flashback mostrando a história da infância dos dois, ficamos sabendo o motivo dos dois estarem ali. Belial convenceu Duane que matar os médicos responsáveis pela separação era o certo a fazer. Belial executa o plano e Duane faz parte do mesmo, mas perde o rumo depois de se apaixonar por uma secretária gostosinha. 




Belial tem sede de vingança, enquanto Duane fica divido entre o certo e o errado.



Basket Case é um autentico trash da melhor qualidade, feito com um orçamento muito baixo e com muita criatividade. Tudo funciona bem em conjunto, o gore, a história absurda, os efeitos especiais, e os personagens.


O que mais me surpreendeu e me agradou no filme, além dos aspectos técnicos de produção e o estilo do filme, foi a história em si. Mesmo sendo uma história de terror, o foco principal do filme é o amor incondicional, compaixão e devoção por alguém da família sem se importar com a aparência ou com os defeitos! A relação de Duane com o Belial é exatamente isso.






Parece que eu to puxando o assunto pro lado sentimental, mas é a verdade, o público ganha a simpatia dos personagens antes da metade do filme. Nunca torci tanto pra um personagem de filme de terror como eu torci para o Belial matar todos os médicos responsáveis pela separação da dupla.



A concepção do Belial também é bem trabalhada por sem simples, ele é um ser deformado e sanguinário que não pode ser responsabilizado pelo fato de ter nascido assim, e as pessoas normais querem se livrar dele por causa disso. A relação dos dois irmãos é bem trabalhada e tem um drama bacana. 



Gosto dessa mistura, o filme tem momentos de humor trash, momentos sérios e tudo isso é no momento certo. As cenas no hotel são hilarias, com destaque para o Belial tacando o terror no quarto e roubando a calcinha da vizinha do quarto ao lado. 



O Belial foi feito de latex e os movimentos são feitos por um ator dentro de uma fantasia e em outras cenas em stop-motion, todo o resultado e efeitos especiais ficaram um deleite para os fãs do terror clássico, com um charme que os filmes de hoje em dia não tem. É tudo simples e eficiente, sem grandes efeitos ou uma grande produção, tudo feito na arte do improviso e muito bem trabalhado. 



A mistura de horror, comédia e drama é acertada demais, deixa o filme bizarro, insano e muito divertido, um daqueles filmes que é impossível não amar.


Basket Case recebeu avaliações justas, ganhando 79% no Rotten Tomatoes.


NOTAS:

Requintes de crueldade: 9,0
Seriedade: 2,0
Grau de clássico trash: 10,00
Efeitos especiais: 5,0
Bizarrice: 9,5
Nível de tosquice: 9,0
Atuação: 4,5
Trilha sonora: 4,0
Enredo: 6,0
Gore: 7,5

Definição ideal: Trash clássico
Nota final: 9,8

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição!

Sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais adorados do gênero de Terror é O Exorcista (1973) de William Friedkin, o filme mais clássico e marcante de exorcismos que o mundo já viu, e para tira gosto (eu sei que é muito pouco) mas deixou aqui essas 35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição! Em breve tem mais, não esqueçam de curtir, seguir e fiquem a vontade para comentar o que quiserem comentar.



























E como esquecer... Dessas? Clássicas.






Fonte das imagens: Todas retiradas no Google, melhoradas.
Todos os direitos reservados aos autores das imagens, uso sem fins lucrativos.

10 Episódios indispensáveis de Contos da Cripta

Você quer assistir ao Contos da Cripta mas não tem tempo ou paciência para enfrentar 2.340 minutos (ou 39 horas) de episódios? Tudo bem, iremos dar a recomendação de 10 episódios essenciais e os melhores de todos, na minha humilde opinião de fã de carteirinha da série... Até porque muitos episódios não valem a pena e outros com exceções de elenco ou curiosidades, não é caso destes 10 eps. Todos são excelentes, de uma forma ou de outra, e são indispensáveis por estarem acima da média, indicado para fãs de Terror anos 80 e 90.

Um fato é que a maioria dos eps. da série contou com plot twists, reviravoltas, coisas que te pegam de surpresa no finalzinho, e isso foi difícil de se esquivar até mesmo nessa lista variada, de seasons variadas, sendo que quatro ou cinco episódios podem ter essas características, mas são todos bons e possuem seus diferenciais, e do primeiro ao quinto são os melhores que já vi da série, indiscutivelmente para mim (podendo alterar as ordens, com exceção do primeir…

Os brilhantes mapas dos Estados Unidos e Europa representados por filmes de terror!

Um usuário do imgur publicou algo muito curioso: Todos os estados dos Estados Unidos da América com suas respectivas localidades e estados e dando uma referência de vários grandes filmes de terror foram filmados, uma em cada estado.

Isso me deu a ideia de fazer esta postagem, é sempre interessante conhecer sobre esse tipo de coisa, e olhando por esses mapas temos uma percepção diferente, mais próxima, de alguma forma. Bem curioso pela trivia, fora casos peculiares de obviedades como Texas Chainsaw Massacre, que todos sabem onde foi feito, é legal conhecê-los dessa outra maneira. Confira:

*Vou deixar um mapa com os nomes dos estados abaixo.





E se você pretende visitar lá... Cuidado!



No entanto, essa ideia de um mapa com filmes de terror não é tão nova. Há um tempo atrás alguém do blog Reddit postou um super-mapa com diversos filmes do gênero por estado, você pode confirir aqui o PDF original em alta qualidade. Ou, caso prefira, clicar na imagem abaixo, para abrir uma nova janela.



E par…