Pular para o conteúdo principal

Crítica: The Geek - A Aberração (1990)



Esse é um dos poucos filmes que se eu pudesse definir com uma palavra, esta palavra seria: Fraco. O filme é muito pouco em todos os aspectos, é bem mais do que só um filme simples, é pobre de criatividade, pobre de roteiro, e pobre de sentido, não esperem grande coisa desse filme.



O filme tem pouco mais de 1 Hora e 15 de duração e tem poucas falas, menos de 200 falas, pra você ter noção, legendei ele e levei um terço do tempo que demorei pra assisti-lo, na legendagem, quando o comum é levar sete ou oito vezes a mais que a duração do filme, enfim...

O filme conta a direção de Carlton J. Albright, um daqueles diretores fantasma que ninguém nunca ouviu falar e muito menos sabe quem é, somente pela direção de um ou outro filme, Albright gerenciou a produção de The Children (1980), do também diretor fantasma Max Kalmanowicz.




Não há informações oficiais sobre o orçamento do filme, mas estima-se que não seja de grande valor, entre alguns quase nada e uns 300 dólares, e avaliando tô achando até demais... Mas a princípio é isso o que mais chama atenção no filme, o muito (ou quase nenhum) orçamento levantado para o filme, o que influenciou em todos os aspectos da película.

E ainda vou dizer o seguinte...  Já vi muito filme com orçamento relativamente alto que fez bem mais vergonha. E não é novidade que fazer cinema com pouca grana requer raça, no caso de Luther the Geek, a fórmula foi de sucesso entre os apreciadores de Filmes de Terror de baixo orçamento, a grande prova disso é que está na seleção dos 101 Melhores Filmes de Horror que Você Nunca Viu, livro de Adam Lukeman, lançado pela Fangoria, confira aqui.


Luther é um sujeito muito estranho, na verdade, chamá-lo de estranho é tentar amenizar sua bizarrice, ele é escroto! E no mínimo... O sujeito usa uma dentadura de aço afiada e tem por maior hobbie imitar uma galinha, é isso! Ele faz isso praticamente na maior parte do tempo no filme inteiro. O que procede é que Luther antes era uma aberração de circo, muito antes de andar solto pelas ruas, quando foi parar numa instituição para doentes mentais, não sei como, o ''conselho'' de avaliadores da Instituição chega a um quase-consenso de que o cara já pode ser liberado... Assim sem mais nem menos! 



Ninguém intervem e Luther, o homem galinha é liberado para andar a solta pelas ruas da cidade... Você imagina a merda. Apesar de tudo, o roteiro não é tão bem desenvolvido assim quando, na verdade, poderia ter muitas maneiras de desenvolver uma história bem legal com um cara tão demente e sanguinário a solta, mas como a limitação do orçamento leva a produção a ter menos opções, o filme acaba simples... E interessante.


Vou deixar um fato interessante que li sobre este filme:
''Luther the Geek foi filmado em Tampico, Illinois. Edward Terry, que interpretou Luther, só tinha uma metro e meio e pesava cerca de 50 quilos então as câmeras foram estrategicamente colocadas para dar a ilusão de que Luther era maior do que o ator Terry era, na verdade. Além disso, a mulher idosa que Luther assassina logo no começo do filme fora do supermercado foi, na realidade, uma jovem mulher com uma peruca e maquiagem, no entanto, o artista que fez as maquiagens de Luther do Geek pediu para não ser creditado no fim do filme.''


O filme é pobre nos aspectos técnicos também, a Fotografia é simples demais, esse é garantia (pelo menos eu penso) de nunca sair em Blu-Ray, até hoje é um filme pouco divulgado, teve distribuição pela Troma em DVD, mas digamos que o público para tal tipo de cinema é bem seleto, não agrada qualquer um, e não acho que isso seja necessariamente ruim, menos farofão, mais prestígio.


A Maquiagem é bem esdrúxula, rústica e inlapidada. Trilha Sonora sem grande ponto. Atuação até que não entra mal, por incrível que pareça, conheço vários filmes com atuação porca, feita porque quem recebeu pra fazer aquilo, aqui atuação é enquadrada e entra no conjunto do filme, de coisas simples, mas não é por dizer, pobre.


O filme não possui Efeitos especiais. O Elenco é curto, com um total de 20 pessoas e poucas na produção, nenhum ator é conhecido e a maioria do elenco é de cenografia, eu pelo menos nunca vi nenhum deles em lugar algum, a própria estrela do filme, Edward Terry, nem sei se ainda é vivo, ou sobre sua carreira, ou mesmo é ator de verdade. O Final é excelente, não decepciona. 

Em resumo, esse é um filme para, acima de tudo, divertir, não espere grande coisa, eu recomendo para quem gosta de filmes de baixo orçamento, vou deixar o link para download aqui.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição!

Sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais adorados do gênero de Terror é O Exorcista (1973) de William Friedkin, o filme mais clássico e marcante de exorcismos que o mundo já viu, e para tira gosto (eu sei que é muito pouco) mas deixou aqui essas 35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição! Em breve tem mais, não esqueçam de curtir, seguir e fiquem a vontade para comentar o que quiserem comentar.



























E como esquecer... Dessas? Clássicas.






Fonte das imagens: Todas retiradas no Google, melhoradas.
Todos os direitos reservados aos autores das imagens, uso sem fins lucrativos.

10 Episódios indispensáveis de Contos da Cripta

Você quer assistir ao Contos da Cripta mas não tem tempo ou paciência para enfrentar 2.340 minutos (ou 39 horas) de episódios? Tudo bem, iremos dar a recomendação de 10 episódios essenciais e os melhores de todos, na minha humilde opinião de fã de carteirinha da série... Até porque muitos episódios não valem a pena e outros com exceções de elenco ou curiosidades, não é caso destes 10 eps. Todos são excelentes, de uma forma ou de outra, e são indispensáveis por estarem acima da média, indicado para fãs de Terror anos 80 e 90.

Um fato é que a maioria dos eps. da série contou com plot twists, reviravoltas, coisas que te pegam de surpresa no finalzinho, e isso foi difícil de se esquivar até mesmo nessa lista variada, de seasons variadas, sendo que quatro ou cinco episódios podem ter essas características, mas são todos bons e possuem seus diferenciais, e do primeiro ao quinto são os melhores que já vi da série, indiscutivelmente para mim (podendo alterar as ordens, com exceção do primeir…

Os brilhantes mapas dos Estados Unidos e Europa representados por filmes de terror!

Um usuário do imgur publicou algo muito curioso: Todos os estados dos Estados Unidos da América com suas respectivas localidades e estados e dando uma referência de vários grandes filmes de terror foram filmados, uma em cada estado.

Isso me deu a ideia de fazer esta postagem, é sempre interessante conhecer sobre esse tipo de coisa, e olhando por esses mapas temos uma percepção diferente, mais próxima, de alguma forma. Bem curioso pela trivia, fora casos peculiares de obviedades como Texas Chainsaw Massacre, que todos sabem onde foi feito, é legal conhecê-los dessa outra maneira. Confira:

*Vou deixar um mapa com os nomes dos estados abaixo.





E se você pretende visitar lá... Cuidado!



No entanto, essa ideia de um mapa com filmes de terror não é tão nova. Há um tempo atrás alguém do blog Reddit postou um super-mapa com diversos filmes do gênero por estado, você pode confirir aqui o PDF original em alta qualidade. Ou, caso prefira, clicar na imagem abaixo, para abrir uma nova janela.



E par…