Pular para o conteúdo principal

Crítica: Invasores Invisíveis (1959)



Titulo: Invisible Invaders
Ano: 1959
Direção: Edward L. Cahn
Orçamento: U$ 450.000 (Segundo o Imdb)

O maior diretor de filmes “B” dos anos 50 é sem sombra de dúvidas Edward L. Cahn. Com filmes consagrados que misturam a ficção cientifica e o terror, como nas obras “Ameaça do Outro Mundo”, “O Mistério das Caveiras” e “A Maldição do Homem sem Rosto”, os filmes dele sempre misturam o contexto social da época com a fantasia, deixando a imaginação correr solta tanto no roteiro como nas filmagens.

Invasores Invisíveis” saiu 1959 o auge da Guerra Fria e da corrida armamentista. Assim vários filmes saíram com essa temática do medo, paranoia e também o xenofobismo, que eram uma subtrama muito forte. Mas mesmo depois de algum tempo, essa sociedade dos anos 50 é também um reflexo da nossa sociedade, do medo que vivemos agora, ou melhor, do desconhecido. O roteirista Samuel Newman que escreveu o filme é conhecido também por ter roteirizado o clássico “O Ataque vem do Pólo”. “Invasores Invisíveis” apesar de ter uma trama datada, soluções cientifica fabulosas, é engraçado pensar como era o terror para aquela época e de como uma hora ou outra você pode ser morto por um míssil nuclear, assim esses filmes conseguiam mexer com subconsciente coletivo. 


A turma reunida
A história gira em torno de uma invasão alienígena, onde os visitantes do espaço são invisíveis, eles começam a possuir os mortos e provocar acidentes para que a população entre em pânico. Assim consigam rapidamente conquistar a terra. O Dr. Adam Penner (Philip Tonge) é o único homem que sabe que o planeta está sendo invadido por aliens, mas ele é ignorado quando pede que países poderosos parem com os testes nucleares, assim é ridicularizado por todos. Mas quando o pedido de Penner é ignorado, começa a invasão e aos poucos o mundo vai virando um caos. Com ajuda de sua filha, um civil e um militar eles conseguem trabalhar juntos para deter essa ameaça.

A subtrama como eu disse no começo da crítica é interessante, porque diferente de filmes consagrados da ficção com o próprio “Vampiros de Alma” onde ele prega que ameaça de você ter algo diferente vivendo com você geraria um caos. Esse discurso de ódio é levado as telas livremente. Mas o filme de Edward L. Cahn prega algo diferente, ele mostra como trabalhando juntos conseguimos impedir uma ameaça maior que nos. Então ele coloca esses quatro indivíduos representando a sociedade America. Uma mulher, um civil, um militar e um cientista. O final do filme passa uma mensagem interessante para aquela época e fora que é extremamente crítica. Achei essa mensagem de que trabalhando juntos conseguimos superar nossas diferenças e assim alcançar uma coisa maior que é a paz, muito bonita obviamente, mas também da outra visão daquela época e também da própria sociedade que tinha um olhar crítico sobre essa situação perturbadora.

Eis o inimigo



 "Invasores Invisíveis" tem uma trama muito arrastada e difícil no começo do filme, mas aos poucos vai conquistando com o seu olhar crítico e o apreço de uma contracultura pouco valorizada nos anos 50. Ou seja, um filme que vale a pena ser conferido, como toda a filmografia de Edward L. Cahn que é para mim um rei dos filmes de ficção B. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição!

Sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais adorados do gênero de Terror é O Exorcista (1973) de William Friedkin, o filme mais clássico e marcante de exorcismos que o mundo já viu, e para tira gosto (eu sei que é muito pouco) mas deixou aqui essas 35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição! Em breve tem mais, não esqueçam de curtir, seguir e fiquem a vontade para comentar o que quiserem comentar.



























E como esquecer... Dessas? Clássicas.






Fonte das imagens: Todas retiradas no Google, melhoradas.
Todos os direitos reservados aos autores das imagens, uso sem fins lucrativos.

10 Episódios indispensáveis de Contos da Cripta

Você quer assistir ao Contos da Cripta mas não tem tempo ou paciência para enfrentar 2.340 minutos (ou 39 horas) de episódios? Tudo bem, iremos dar a recomendação de 10 episódios essenciais e os melhores de todos, na minha humilde opinião de fã de carteirinha da série... Até porque muitos episódios não valem a pena e outros com exceções de elenco ou curiosidades, não é caso destes 10 eps. Todos são excelentes, de uma forma ou de outra, e são indispensáveis por estarem acima da média, indicado para fãs de Terror anos 80 e 90.

Um fato é que a maioria dos eps. da série contou com plot twists, reviravoltas, coisas que te pegam de surpresa no finalzinho, e isso foi difícil de se esquivar até mesmo nessa lista variada, de seasons variadas, sendo que quatro ou cinco episódios podem ter essas características, mas são todos bons e possuem seus diferenciais, e do primeiro ao quinto são os melhores que já vi da série, indiscutivelmente para mim (podendo alterar as ordens, com exceção do primeir…

Os brilhantes mapas dos Estados Unidos e Europa representados por filmes de terror!

Um usuário do imgur publicou algo muito curioso: Todos os estados dos Estados Unidos da América com suas respectivas localidades e estados e dando uma referência de vários grandes filmes de terror foram filmados, uma em cada estado.

Isso me deu a ideia de fazer esta postagem, é sempre interessante conhecer sobre esse tipo de coisa, e olhando por esses mapas temos uma percepção diferente, mais próxima, de alguma forma. Bem curioso pela trivia, fora casos peculiares de obviedades como Texas Chainsaw Massacre, que todos sabem onde foi feito, é legal conhecê-los dessa outra maneira. Confira:

*Vou deixar um mapa com os nomes dos estados abaixo.





E se você pretende visitar lá... Cuidado!



No entanto, essa ideia de um mapa com filmes de terror não é tão nova. Há um tempo atrás alguém do blog Reddit postou um super-mapa com diversos filmes do gênero por estado, você pode confirir aqui o PDF original em alta qualidade. Ou, caso prefira, clicar na imagem abaixo, para abrir uma nova janela.



E par…