Pular para o conteúdo principal

Crítica: Darkman - Vingança sem Rosto (1990)


Título Original: Darkman | Direção: Sam Raimi
Lançamento: 24 de agosto de 1990 (EUA) |
Orçamento: 16 milhões de dólares | Roteiro: Sam Raimi, Ivan Raimi, Chuck Pfarrer, Joshua Goldin, Daniel Goldin | Música composta por: Danny Elfman





Eu conheço poucos filmes como Darkman - A Vingança sem Rosto (subtítulo bem bolado, ótimo trocadilho em comparação com muitos outros vindos desta mesma época, ou de pouca coisa antes, dos quais muitos são simplesmente sem sentido - quando não ridículos), tem uma história autêntica, personagens e uma película tão sinistra e obscura, e em diversos momentos, ao mesmo tempo, vermelha, azul, colorida e explosiva.

Tenho a estimar, é enorme a apreciação que carrego por este filme na minha vida, é tamanha que mal tenho dificuldades para descrevê-lo de qualquer maneira - seja por crítica, seja para detalhar cenas, como for, sempre dizendo que nunca considerei-o um filme perfeito, embora que indiscutivelmente, seja autêntico.

Produzido com um alto custo: 16 milhões de dólares (e nem de longe parece ser um filme de baixo orçamento), não tem grandes extravagâncias inusitadas com efeitos visuais extremamente exorbitantes, embora algumas cenas usem e abusem disso, de forma positiva certamente.

O filme não tem essa de blá blá blá, usa muito do que tem para deixar um clima mais nebuloso e obscuro (daí o Darkman), num Drama que não despensa o contrapeso gélido do Terror (apesar de nem ser categorizado como tal), sem esse lado Doom, Darkman não seria tudo o que é.

Peyton Westlake - Um antiheroi vendido como Herói


Com pouquíssimo tempo para criar uma mutação de personalidade, num filme, a premissa é sobre Peyton Westlake, um jovem e brilhante cientista que tem sua vida e trabalho arruinados por uma gangue de filhos da puta.

O enfoque bem mais rigoroso na construção de um antiheroi amargurado, agora condenado por sua própria existência está em constante e forte transformação, como pessoa, basta dizer que mesmo que tenha escolhido viver (no mínimo gentil) como um indigente das trevas, sua natureza de cientista ainda caminha consigo.

Daí vemos uma temática de vingança ganhando forças e ficando mais sinistra, e todos os seus requintes de retribuição (meramente deturpados)- embora que se venda como uma justificativa plausível, desta vez. Isso não é nada novo, basta lembrar de filmes como o clássico de vingança "Desejo de Matar", com as respectivas diferenças, a justificativa é parecida.

A ação quase sempre despudorada de sentidos, explosiva e impressionante, mas que não consegue sequer seguir uma lógica de sentido - da física, gravidade, coisas que envolvem bom senso. Nem por isso é mal filme, uma forma legal e bacana de vê-lo é como se saído de um Gibi ou história em quadrinhos, se você olhar ele com esses olhos, vira obra de arte e das grandes.



Show de identidade visual e efeitos

Tenho dito e repito, só a identidade visual desse filme é uma obra de arte a parte,

Um dos motivos de Darkman ser um sucesso é a interatividade dos atores certos nos papéis ideais, a inteligência de escolhas do Sam Raimi para seleção de elenco, não poderiam ter sido melhores, em todos os níveis, o cara pensou até em questão de estética, como por exemplo, Larry Drake como o perverso e sinistro, Durant (ator que só pela cara eu não pedia autógrafo - mentira).

Uma participação icônica da obra é Bruce Campbell, que faz uma pontinha bem sorrateira no final do filme, chega até a ser engraçado... Pelo que se fala ele era o ator escalado originalmente para o papel, mas a ordem do estúdio de produção não permitiu ainda na pré-produção, é uma pena.

Bom, pra mim, particularmente falando, não há como elogiar mais a Fotografia desse filme, extremamente premeditada, em detalhes, uma visão tão digna de aplausos quanto a do clássico Evil Dead, (não que seja algo maior ou de maior importância, distinções a parte, Evil Dead é puramente Terror, Darkman é Drama com um charme de Terror).



Eu considero 1987 - 1990 os bons anos do cinema de Terror e ficção, nestes três aninhos, muitos dos grandes clássicos carregados de alta criatividade foram lançados.

A excelente e sinistra trilha sonora desse filme foi feita por Danny Elfman, um enorme compositor de trilhas para filmes. Vocês certamente devem conhecê-lo da banda Oingo Boingo, uma banda sensaconal que mistura entre um tema e elementos de Terror (como letra) com rock pop.

O que você deve saber sobre o enredo:

Este é um perspicaz drama tenebroso envolvendo um cientista e uma advogada, que narra um romance solene mas que acaba num ápice de Terror e ação.

A história se passa nos Estados Unidos onde um cientista muito inteligente e bem sucedido (Peyton Westlake) vive em um namoro com Julie, um mulher linda com quem já pensa em se casar. O clima decorre, e Julie não está certa de que já quer a vida de casada, mas todos os planos de Westlake são arruinados, juntamente a sua vida quando o perverso e malévolo mafioso (Durant) entra em seu laboratório e causa uma explosão, deixando-o
Agora, Peyton está transformado no Darkman, um anti-vilão que já não tem mais nada a perder,que irá lutar por sua vingança, seja qual for o preço.

O filme é categoricamente de Drama e Ação, mas o Terror é um elemento indispensável, até tem pitadas de Gore.

Os negativos do filme

Apesar de tudo o surrealismo do filme é algo bizarro, entende-se que filmes de ação sejam cheios de excessos e exageros, mas em certas cenas desse filme a apelação pro conveniente é surpreendente, esteja preparado para qualquer coisa, finja que pode acontecer...


Exibições, Lançamentos e VHS


Esse filme é excelente em alta definição mas eu assistiria primeiro no VHS, é um formato que tem 100% a ver com a película, efeitos visuais 'escarços', meio primata, bom pra ver em TV de tubo, e foi assim que o vi pela primeira vez, sendo que tenho a trilogia em fita, os outros também são bons, mas esse é simplesmente grandioso, experienciem (de preferência com legendas, se bem a dublagem clássica é ótima também).

No Brasil, Darkman foi lançado em VHS pela CIC Video, uma arte até que sem graça se comparado as várias versões que saíram em Espanhol. Recentemente ganhou lançamento em DVD em uma versão porca daquelas de supermercado, sem encarte, sem extras, pra meros espectadores, e lá fora foi lançado nas mais diversas versões remasterizadas de Blu-Ray, junto e separado das duas sequências envergonhantes, uma das artes nova e sensacional, mas no Brasil, como sempre nada de inovador, (se tiver pra Blu-ray com extras não é menos do que o olho da cara).

A Globo exibiu ele no Domingo Maior (bons tempos), eu nunca vi, nem conheço quem tenha visto mas como não tem data específica que informe é difícil dizer com precisão, mas acredito que pouco antes do início dos anos 2000 (95 ou 96), até porque assim como é verdade hoje que um filme lançado demora alguns anos pra passar na TV aberta, era também nos anos 90, talvez até um pouco mais demorado ainda.



Também houve um jogo na plataforma de NES pela Ocean em 1991, bem legalzinho pra época, por sinal.

Influências nítidas e impensadas

A influencia altamente rica de criatividade na produção de "Vingança sem Rosto" veio das Comics, que o diretor (Sam Raimi e seu irmão Ivan) tanto cresceram lendo e apreciando no final da década de '60 e durantes os anos '70, ainda adolescentes, com mais precisão O Sombra.

Raimi planejava executar o filme do Sombra mas devido a direitos autorais não pôde, dai surgiu o enredo original (e ainda bem que ele não pode ein!)... Outros filmes clássicos também ajudaram a formar o caráter do Darkman, dos anos 30.

E talvez do fato de vir de comics que conspire para algo que me agrada bastante nesta obra, sua diretividade, ele começa e não enrola em perder tempo, vai direto ao ponto, dá sua mensagem, e consequentemente, qualquer enrolação neste filme é intencional e confortável, nada passivo de sono, até porque nesse filme ação sempre sucede o Drama, com suas cenas de fúria, e caóticas, um baita roteiro!

A série de Darkman para TV

Nem todos sabem mas o filme também foi planejado em formato de série, no começo dos anos 90, um ano após o lançamento de Darkman (como sequência do primeiro filme), agora com um novo script de produção, elenco de criação e roteiro totalmente distintos, já sem a visionária cabeça de Sam Raimi por trás das câmeras, mas Brian Grant, o insucesso era certo.

A produção chegou a desenvolver um episódio piloto que teve a ilusória participação de Larry Drake (Robert G. Durant), já sem o ator Liam Neeson na interpretação de Peyton Westlake houve a necessidade da recriação da cena usada como introdução, com o apoio de cortes e edição retirando da cena que não fosse aparecer, tirando as partes aproveitáveis do filme originário, ironicamente, esse foi um truque que foi bem usado novamente três anos depois, na desonrosa sequência de "Vingança sem Rosto", "Darkman 2 - O Retorno de Durant" e "Darkman 3 - Enfrentando a Morte", ambos filmes sem Liam que novamente era substituído (no caso por Arnold Vosloo, que convenhamos, interpretou com esmero o papel) por isso a tênue necessidade de uma nova abertura.

Mas infelizmente o que poderia ter sido uma série ao menos mediana acabou nunca nem saindo do papel, ou ao menos exibido na TV, e o projeto foi esquecido.




Pra quem já viu o filme e tá lendo a crítica só por tons esportivos aqui segue um ótimo Podcast brazuca que encontrei comentando sobre o filme.
*Contém spoilers!




Então é isso, fica aqui uma dica! Assistam, esse filme compensa, é um grande clássico.
Por favor, não esqueçam de comentar o que acharam da crítica.

Trailer:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição!

Sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais adorados do gênero de Terror é O Exorcista (1973) de William Friedkin, o filme mais clássico e marcante de exorcismos que o mundo já viu, e para tira gosto (eu sei que é muito pouco) mas deixou aqui essas 35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição! Em breve tem mais, não esqueçam de curtir, seguir e fiquem a vontade para comentar o que quiserem comentar.



























E como esquecer... Dessas? Clássicas.






Fonte das imagens: Todas retiradas no Google, melhoradas.
Todos os direitos reservados aos autores das imagens, uso sem fins lucrativos.

10 Episódios indispensáveis de Contos da Cripta

Você quer assistir ao Contos da Cripta mas não tem tempo ou paciência para enfrentar 2.340 minutos (ou 39 horas) de episódios? Tudo bem, iremos dar a recomendação de 10 episódios essenciais e os melhores de todos, na minha humilde opinião de fã de carteirinha da série... Até porque muitos episódios não valem a pena e outros com exceções de elenco ou curiosidades, não é caso destes 10 eps. Todos são excelentes, de uma forma ou de outra, e são indispensáveis por estarem acima da média, indicado para fãs de Terror anos 80 e 90.

Um fato é que a maioria dos eps. da série contou com plot twists, reviravoltas, coisas que te pegam de surpresa no finalzinho, e isso foi difícil de se esquivar até mesmo nessa lista variada, de seasons variadas, sendo que quatro ou cinco episódios podem ter essas características, mas são todos bons e possuem seus diferenciais, e do primeiro ao quinto são os melhores que já vi da série, indiscutivelmente para mim (podendo alterar as ordens, com exceção do primeir…

Os brilhantes mapas dos Estados Unidos e Europa representados por filmes de terror!

Um usuário do imgur publicou algo muito curioso: Todos os estados dos Estados Unidos da América com suas respectivas localidades e estados e dando uma referência de vários grandes filmes de terror foram filmados, uma em cada estado.

Isso me deu a ideia de fazer esta postagem, é sempre interessante conhecer sobre esse tipo de coisa, e olhando por esses mapas temos uma percepção diferente, mais próxima, de alguma forma. Bem curioso pela trivia, fora casos peculiares de obviedades como Texas Chainsaw Massacre, que todos sabem onde foi feito, é legal conhecê-los dessa outra maneira. Confira:

*Vou deixar um mapa com os nomes dos estados abaixo.





E se você pretende visitar lá... Cuidado!



No entanto, essa ideia de um mapa com filmes de terror não é tão nova. Há um tempo atrás alguém do blog Reddit postou um super-mapa com diversos filmes do gênero por estado, você pode confirir aqui o PDF original em alta qualidade. Ou, caso prefira, clicar na imagem abaixo, para abrir uma nova janela.



E par…