O melhor do Horror: Críticas, matérias, bastidores. Tudo do mundo do obscuro e vermelho-sangue.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

John Zacherle, o grande anfitrião do Terror clássico!


Uma introdução ao Zacherley
Muito antes de Elvira, Guardião da cripta, Tom Ryan, até mesmo Mojica Carla Tenore, ou qualquer anfitrião medonho e satírico de programação de Terror apresentando filmes, já existia Zacherle, ele é um dos grandes ícones do Terror clássico e um dos pioneiros (sem outras palavras) em seu estilo que poucas décadas depois se tornou comum.

Ele é um grande apresentador, extremamente versátil, incrível na base do improviso e popularizou alguns de seus elementos como frases de bordão e sua risada medonha, e uma "maquiagem" muito original, todo um estilo peculiar que só ele tem e pelo qual será sempre lembrado.

Um resumo e um começo
John Zacherle (às vezes creditado como John Zacherley também), nasceu em 26 de setembro de 1918 e foi apresentador americano de televisão, rádio e voz. Ator conhecido por sua longa carreira como apresentador de televisão na antiga radiodifusão de filmes de terror na Filadélfia e Nova Iorque, nas décadas de '50 e '60. Conhecido por seu personagem de nome próprio Zacherley antes RolandEle também fez trabalho de voz para filmes como por exemplo "O Soro do Mal" (O boneco Alchemy, inclusive não creditado no filme), cantou na música "Dinner With Drac" que gravou em 1958, também editou duas coleções de histórias de horror, a Zacherley's Abutre Stew e Zacherley's Midnight Snacks, na TV apresentou Shock Theater (1957-58) e Zacherley at Large (1959-60).

Antes da carreira e a ida pra 2a guerra mundial
John Zacherle nasceu em Filadélfia, o caçula de quatro filhos, de um funcionário do banco e sua esposa, ele cresceu numa família muito conservadora, como muitas na década de 30 e época, era algo muito comum, ainda adolescente, segundo o próprio Zacherle, ele passou a conhecer e gostar do gênero nos primeiros filmes dos tempos que conheceu fugindo dos pais e assistindo a televisão, acredito eu que Drácula de '31 foi uma das grandes influências.

Ele cresceu no bairro de Germantown, que fica no norte da Filadélfia, onde ele frequentou a escola e recebeu diploma de bacharel em literatura inglesa da Universidade da Pensilvânia. Na Segunda Guerra Mundial, ele acabou se alistando no Exército dos Estados Unidos e foi servir no Norte da África e da Europa. Depois que a guerra terminou ele retornou para a Filadélfia, já no fim da década de 40 e se juntou a uma companhia de teatro de repertório local.

Seu primeiro papel na televisão, um Faroeste
Em 1954, já aos 36 anos ele ganhou seu primeiro papel na televisão, num antigo canal chamado WCAU-TV ainda na Filadélfia, onde ele foi contratado como um "extra", ator para interpretar vários papéis secundários (inclusive um deles era um agente funerário) na série Action in the Afternoon, um Western produzido pela estação e que foi ao ar na cidade de Nova Iorque.
"Zach" descreveu o show:.. "Era um Faroeste meio maluco. Tudo dava errado. Cavalos fugiam no ato. Ninguém sabia como montar um cavalo de qualquer maneira. Tudo era ao vivo naqueles tempos, então nós ficávamos em pé no set que era um estacionamento de fora do estúdio, com nossos cavalos em pé na porta, casualmente... Então corríamos como louco em todo o lobby e para o estúdio para as filmagens programadas no interior do estúdio. "

A porta indireta pra oportunidade na TV
"Zach" poderia muito bem ter continuado desta forma durante anos, tendo ocasional pequenos papéis e pedaços pequenos do filme, mas o destino interveio. A Universal Pictures decidiu lançar sua biblioteca de 1930 e 1940 em filmes de terror para a televisão (uma atitude um tanto quanto ousada pra época, mas aposta certa por se tratar de uma intrigante material novo).

Uma página inteira da revista primordial Variety anunciou a compilação de filme em '57. Foi denominado Shock e abrangeu filmes como Lobisomem, Frankenstein, Drácula, A Múmia, e todas as sequências. Um segundo programa foi chamado Son of Shock e completou a coleção com os filmes Inner Sanctum e todos os filmes B que a Universal-International criados durante a década de 1940. Mais de 70 filmes, e estações de todo o país fizeram fila para fazer acordos para executá-los no outono de 1957. WCAU - Canal 10 da Filadélfia e WABC - Canal 7, em Nova Iorque foram duas das estações que assinaram para exibir estes filmes mesmo que tarde da noite. Algumas estações decidiram procurar atores para retratar personagens assustadores, e sediar os filmes na programação. Havia cientistas loucos, vampiros, e vários excêntricos.


A aptidão para o macabro, o destino intervém

Três anos depois, em 1957, para o papel principal na apresentação de um programa, Zach recebeu um telefonema da estação de TV da Filaldélfia, WCAU e foi convidado para sediar Shock Theatre. Ele acrescenta: "Alguém se lembrou de mim do Western. Eu nunca sequer tentei algo diferente. Eu limpei o velho casaco preto que eu usava como agente funerário no cowboy show." Zach separou seu cabelo no meio e aplicou a famosa maquiagem com cara de Ghoul e o resto fluiu naturalmente.

Assim ele foi contratado para apresentar o Shock Theater que era um antigo programa com a apresentação de diversos clássicos de Terror da Universal, que estreou em 7 de Outubro de 1957. Agora, já como anfitrião, Zacherle apareceu vestindo um casaco longo e preto em atribuição ao seu primeiro grande personagem, "Roland", pronunciado como "Ro-land" (talvez uma sátira ao modo de Lugosi se pronunciar como Drácula) que viveu em uma cripta com sua esposa "My Dear" (minha linda) e seu assistente de laboratório, Igor.

O show ainda em preto e branco continha inúmeros quadros com brincadeiras estilizadas em Terror, algo que se tornou um padrão depois na televisão. O show durou 92 transmissões no ano de 1958.

No início dos anos 60
Zacherle era um colega próximo de Dick Clark, um conhecido apresentador de televisão e às vezes dava espaço para ele em espetáculos itinerantes na estrada da American Bandstand de Clark na década de 1960. Clark alegadamente deu a Zacherle seu apelido de "The Cool Ghoul.", pelo qual Zacherle ficou muito conhecido.

Lado A e B das gravações


Outro single do Zach

Em 1958, em parte com a ajuda e apoio de Clark, Zacherle fez "Dinner with Drac" um single para Cameo Records, apoiado por Dave Appell (um músico e arranjador muito conhecido na época, da Filadélfia). No início, ele pensou que a gravação de Clark era muito grotesca para tocar no coreto e fez Zacherle voltar ao estúdio para refazer, com uma segunda versão. Eventualmente, ambas as versões foram lançadas simultaneamente como backsides no mesmo 45, e quebrou o recorde do top 10 nacional, na época. Zacherle mais tarde misturou vários LPs com efeitos de som de terror às canções novidade.

A mudança para Nova Iorque
Após a compra de WCAU, que mudou e passou a ser CBS em 1958, Zacherle foi convidado a deixar a sua cidade, Filadélfia, para entrar no canal WABC-TV, em Nova Iorque, ai então foi onde a estação acabou acrescentou um "y" ao final do seu nome nos créditos, simplesmente por acharem que soava melhor.

Zacherley at Large, o novo Shock Theatre
Imagem da abertura

Ele continuou com o programa como Shock Theatre, então depois de março 1959 passou a ser intitulado Zacherley at Large, de "Roland" tornou-se "Zacherley", e sua esposa "My Dear" mudou para "Isobel".

Ele também começou a aparecer em filmes, incluindo um filme chamado "Key to Murder" filmado ainda em 1958 com direção de Alexander Wilson, conseguindo assim se reencontrar com diversos de seus ex-colegas dos tempos da série de Western, Action in the Afternoon.

A candidatura a presidência, single político e um novo programa de TV
Foto do raro cartaz autografado

Em um golpe intencional de marketing para promover a sua mudança para o canal WOR-TV e alavancar ainda mais sua popularidade. Durante todo o ano de 1960 Zacherley fez uma campanha presidencial, sem o menor intuito de ganhar na verdade, por pura ironia, com isso acabou lançando um LP.


Uma das faixas do LP

Sua "plataforma" de single político pôde ser encontrada no álbum Spook Along with Zacherley, que originalmente incluía um livro com Zacherley For President e veio com um poster conjunto, que hoje é altamente colecionável. O disco veio com as seguinte faixas:

Lado A:Lado A-I  - Coolest Little Monster (2:29)
Lado A-II - A Wicked Thought (2:29)
Lado A-III - Ghoul View Commercial (2:24)
Lado A-IV - Sure Sign Of Spring  (2:26)
Lado A-V - Transylvania P.T.A. (2:44)
Lado A-VI - Frank And Drac Are Back (2:36)
Lado B:Lado B-I - Come With Me To Transylvania (2:40)
Lado B-II - Spider Man Lullaby (2:25)
Lado B-III - Ring-A-Ding Orangoutang  (1:54)
Lado B-IV - Baying At The Moon (2:17)
Lado BV - Zacherley For President - Single político (5:27)



Áudio feito na época em alto tom de ironia

Apesar de tudo, a candidatura dele foi extremamente satirizada e não era sério, como já foi dito, era um golpe de marketing feito exatamente pra chamar atenção, dos seus fãs, dos que achavam ele interessante como apresentador e principalmente dos que odiavam ele pois certamente prestariam mais atenção ainda, conforme pode ser ouvido no áudio acima, entre algumas de suas principais propostas estava: Mais filmes de monstros na televisão. Genial!


Outros fatos da vida de Zacherle

Em 1963 ele organizou um desenho animado na WPIX-TV em Nova Iorque. Ele também apresentou o programa de TV Chiller Theatre, em Nova Iorque, pela WPIX.

Em 1964, ele organizou um show de dança adolescente por três anos na Wnju-TV em Newark chamados Disc-O-Teen, apresentando o show em traje de gala e usando o show participantes adolescentes em suas sátiras.

Em 1967, ele se tornou um apresentador nas manhãs da rádio WNEW-FM. Dois anos mais tarde, em 1969, ele se tornou o radiodifusor na estação noturna (dez horas - duas horas) para um formato com rock progressivo. Em 1971, ele mudou seu show para WPLJ-FM, onde permaneceu por 10 anos.

Horrible Horrors, o VHS maldito de 1989

O show completo!

Em 1989 Zacharely lançou o Horrible Horrors, um VHS comemorativo com um visual vintage dos tempos do Shock Theatre, a fita era vendida a singelos 9,95 dólares. A princípio seria uma sequências de fitas mas o projeto acabou abandonado e até hoje não há nenhum lançamento que o suceda nesta mesma ideia do projeto de sequências em fita.

Zacherley Archives, VHS lançado em 98


Na íntegra!

Além do mais e apesar de tudo, um outro VHS foi lançado nove anos depois, em 1998, o Zacherley Archives, com direção de George Ann Muller, onde ele revive seu estilo antigo de fazer programa e conta sobre sua carreira. Está atualmente fora de catálogo mas já foi relançado em qualidade remasterizada. Agora Zach é anfitrião de um programa com parte de seus arquivo pessoal de seus primeiros trabalhos na Filadélfia e posteriores em Nova Iorque. Os filmes foram encurtados por limitações de tempo na fita.

Atualidade na vida de Zacherle

Algumas entrevistas em vídeo, mais recentes

Hoje Zacherle está com impressionantes 96 anos e não tem mais trabalhado tanto, com as devidas exceções de trabalhos mais leves e rápidos, sem dúvidas ele já se tornou mais que um ícone de Terror, com ao menos 20 anos de televisão ele se consagrou e trouxe sua originalidade para o gênero, na atualidade ele está aposentado. E no mais, Zach representa spomuito do que havia de certo com o Terror de antigamente e consequentemente, do que há de errado com o de hoje, o Horror não diverte mais!

Curiosidades

  • Ele ficou com os dedos da mão direita totalmente deformados quando velho, e passou a ter problemas auditivos, hoje ele precisar de aparelhos para ouvir, já a causa dos dedos tortos é reumatismo (conforme você pode conferir no vídeo abaixo aos 2:24 minutos).
  • Conforme foi dito, Zacherle cresceu vendo filmes de Terror escondido de seus pais quando jovem, e ainda segundo o próprio, assim que passou a apresentar programas de televisão no primeiro canal começou a receber carta de famílias enfurecidas com o conteúdo soturno de seus programas, afirmando que era uma má influência para seus jovens.
  • Há quem diga que ele ficou indignado em ter que se mudar para Nova Iorque no novo canal, mas não pôde recusar a oferta de trabalho por questão financeira mesmo, pouco antes de ter seu nome mudado de Zacherle para Zacherley.
  • Em 1960, ano que Zach se candidatou, ganhou o John Kennedy, como o presidente católico e mais jovem da história dos EUA, vencendo o famoso vice-presidente republicano Richard Nixon, no ano em que também pela primeira vez na história se realizou um debate político.



Fonte de informações: Biografia oficial do ZacherleWikipédia americana, pesquisas próprias de diversas fontes confiáveis.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário