Pular para o conteúdo principal

"Millennium", uma série para quem gosta de terror de verdade!



"'Millennium', uma série para quem gosta de terror de verdade! Sim, eu sei que o título soou meio pretensioso, mas não é, garanto. Isso porque, na minha opinião, dificilmente, uma pessoa que curte só filmes e séries mais atuais e populares e famosos do gênero vai se satisfazer com a série "Millennium", é um produto do mais puro estilo de terror dos anos 90, com uma porcentagem de drama. E, sim. Acredito que um bom fã de terror não se faz só de filmes atuais, acho impossível alguém curtir de verdade o gênero e não explorar os antigos, julguem como preconceito ou opinião, enfim...

Millennium foi uma série produzida em Vancouver, Canadá entre 1996 e 1999, feita pelo canal americano, FOX.

A série é de apresentação fria, obscura, e se padronizou num visual rudimentar, tal como "Contos da Cripta", se bem que vai até além, porque é um terror menos propenso a destaques particulares e seletivos, é uma história com contexto, que embora tenha similaridades com Contos, por histórias praticamente separadas a cada nova parte, na verdade se constrói bem mais, e para acompanhar, compreender bem, para entrar nesse universo esquisito de cabeça, você tem que curtir muito o gênero, senão vai desistir lá pelo terceiro ou quiçá quarto ep. Aí, no entanto, é onde entra a contradição, não é um produto ruim. Só tem seus pontos altos e baixos, e os altos são reservados para ápices de season finale, etc.

Essa série tem um toque especial, eu indico a todos vocês que assistam o trecho abaixo, de abertura do ep. O Princípio e o Fim (2x01), relaxe que é livre de spoilers. Mas é isso basicamente o que digo dos meus mais elogiantes adjetivos sobre essa série: É um misto entre mistério, drama, ficção, terror, suspense e de quebra, ação.


Assistiu? Deixe nos comentários sua opinião e o que acha. Se você gostou dessa narrativa da cena acima, pode ir atrás dessa série, que vai te surpreender. Se não gostou, dê uma chance de mente aberta.

Leves comparações e sobre a trilha sonora

Do criador de Arquivo X, Chris Carter, a série Millennium tem uma abordagem que lembra muito sua criação anterior, dá para notar que é a pegada desse diretor, mas o clima é meio diferente.

Para começar, um dos primeiros aspectos positivos da série é a trilha sonora. É robusta, bruta, mas infelizmente de forma não-padronizada. De cara, o que chama atenção de quem nunca viu, White Zombie (More Human Than Human), seguido por Nine Inch Nails (March of the pigs e Head like a Hole), vindo a calhar em cenas de um ambiente hostil e esquisito de um prostíbulo escuro, sucedido por um misterioso caso que traz novamente o ex-agente do FBI, Frank Black novamente ao ramo. Posteriormente ainda vimos Cypress Hill, mas isso foi, infelizmente, talvez mais uma estratégia de marketing, tendo em vista isso estava em alta na data.

O episódio piloto também tocou a música Hands of Death (Burn Baby Burn) do Rob Zombie e Alice Cooper, engraçadamente num álbum inspirado pelo Arquivo X chamado Songs in the Key of X: Music from and Inspired by The X-Files.



Se eu puder comparar com algo, é uma série que eu indicaria para quem gosta de filmes como "Fim dos Dias" (1999), Frank Black, um personagem de dom intrigante que é interpretado pelo veterano Lance Henriksen, lembra e muito o personagem de Arnold Schwarzenegger, Jericho Cane, ou talvez seja o contrário, já que Frank veio primeiro. Mas são duas peculiaridades da segunda metade dos anos 90, antes da virada do milênio, que foi para ambos, o filme e a série, motivo para misteriosos enigmas de terror. E não só estes, meio que virou tema muito propício falar que no começo dos 2000 anos, seria o fim. Black é um cara aparentemente frio, mas como tem que ser, embora tenha uma natureza extremamente bondosa e simpática... Mas é pragmático, chega a cena do crime com seu casaco ou jaqueta de couro, típicos, sempre abotoados. E os deixa, da mesma maneira. Ele é rodeado de uma família linda e uma vida pacata, e ironicamente, ao contrário da paz que ele sempre busca ter, não pode ir no supermercado sem correr risco.



Sobre o dom de Frank Black, seria como a capacidade parapsíquica de, ao toque de locais de cenas de crime, poder ver nos olhos do assassino e ter uma peça, ou parte da peça de um quebra-cabeças que é o caso em si. No entanto, parece que na série o papel dele é mais buscar a verdade do que ser um investigador do FBI, então tenha as expectativas certas sobre isso. Aliás, se você espera compreender bem sobre esse tal dom dele, desista. O jeito é se contentar com as migalhas que os roteiristas nos dão, é uma carta que eles guardam sem pudor, sendo que maiores detalhes e um desenrolar disso só acontece mais tarde, bem mais tarde, na série.

E isso também vale para o "Grupo Millennium", um grupo especial... E misterioso, enigmático. Mas quem acompanhar a série deve receber boas respostas, por sinal, a resposta definitiva para essa pergunta: "O que diabos é o Grupo Millennium?" Vem em um dos melhores episódios da série de 40 min., onde as coisas ficam SÉRIAS. Com isso também, sobre os dons do sr. Black.

Exibição no Brasil



Por isso essa é uma série boa, guarda boas cartadas para momentos importantes e derradeiros, embora quem assiste tenha que ter paciência, já que é meio extensa. Teve extensos 22 episódios ao longo de 3 temporadas, das quais, duas foram exibidas dublado no Brasil pelo canal Record... Totalizando assim nada menos que 50 HORAS (e 25 mins.) de episódios. Por isso falo, tem que gostar para acompanhar. (Se bem que por muito menos ainda tem gente acompanhando séries como Supernatural - que não vê um fim)

Bem, não existem adjetivos de diferenciais para Frank Black, é o mais puro Lance Henriksen de cara nua e crua, primeiramente pode até lembrar qualquer papel que ele possa ter feito antes, mas esse realmente cria um outro âmago para quem assiste, não é algo meramente superficial. Até mesmo por se tratar de um seriado, pudemos ganhar muito mais da atuação dele do que de costume e é difícil não criar simpatia pelos mesmos, personagem e ator por detrás. É um dos grandes papéis de sua carreira.

Sobre os atores da série

Lance Henriksen é um dos meus atores prediletos, o cara é simplesmente foda! Um dos atores mais completos do gênero de terror. Quem conhece sua trajetória e sua sofrida história não tem como deixar de admirá-lo, mas isso é tópico para outra postagem. O que eu poderia dizer é que, na minha concepção dele, é fácil compará-lo (NESSE ASPECTO) com caras como Christopher Lee. Digamos que Lance está para os anos 90, o que Lee estava para os anos 70, auge e na ativa. Uma versatilidade incrível e absolutamente profissional, e nessa série não é nada diferente. Cogitaram escalar William Hurt para a série, mas ele não se interessou, Lance Henriksen, por outro lado, recebeu de braços abertos o papel que muito tem a ver consigo e suas expressões.

E ao lado do brilhante Henriksen, temo o também brilhante ator, Terry O'Quinn de filmes como "O Padrasto" (1987), "Pin" (1988), entre vários outros mais. Uma coisa que não tive como deixar de lembrar foi de sua atuação na série Lost, pode não ter apropriadamente a ver com terror, mais para ficção, mas o personagem dele na antiga série, Peter Watts, se reserva, é inteligente, parece ter as respostas para perguntas, sabe sempre o que ser feito... Simplesmente tal como o famosíssimo John Locke, de Lost, que já que mencionou (tudo bem, você pode nem gostar dessa série, mas), é um dos melhores papéis de sua carreira e o melhor da série.



Conhecemos diversos outros nomes ao longo da série, muitas quase sempre participações mornas, sem muito alarde.

O outro nome mais frequente nessa série, depois de Henriksen, claro, é Megan Gallagher, esposa de Frank Black, Catherine Black. Essa atriz, na minha opinião, foi um lado fraco na balança do seriado, é uma atriz pouco comprometida, de atuação extremamente na média e que nunca teve um deslanche verdadeiro na carreira. Fez até alguns papéis em filmes de terror mas nada nem digno de menção aqui. Vamos lá! Tempo é ouro.

Porque assistir a série Millennium?

Conveniências à parte, tudo me leva a crer que Millennium é uma das melhores séries dos anos 90! Todo bom fã do gênero de terror devia dar uma chance. A série tem ótimos episódios, claro, nem todos. Tem alguns bem fracos, mas garante diversão nos seus melhores eps. e é aquilo tipo de coisa que, como bom fã de terror, vai te fazer pensar: "Que foda!", por causa da contextualização de uma coisa que acontece, em conjunto com toda aquela história, como em um quebra-cabeças... É exatamente isso que essa série é.



Uma coisa que pode desagradar quem vai assistir a série despretensiosamente é que ela ainda não foi lançada em alta definição, e até a segunda temporada o formato é em fullscreen.

Cotação: Apesar de todos os defeitos. Definitivamente, essa é uma série para ter na lista!

Enfim, vou deixar uma opinião que pode deixar muita gente com cara feia mas eu acho essa série melhor que Arquivo X. Tudo bem? vamo respeitar.

Para quem se interessar pela série, indico a aquisição, mas dá para encontrar fácil essa legendada por aí, não vou passar link nenhum... Google.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição!

Sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais adorados do gênero de Terror é O Exorcista (1973) de William Friedkin, o filme mais clássico e marcante de exorcismos que o mundo já viu, e para tira gosto (eu sei que é muito pouco) mas deixou aqui essas 35 imagens em preto e branco dos bastidores de "O Exorcista" (1973) em alta definição! Em breve tem mais, não esqueçam de curtir, seguir e fiquem a vontade para comentar o que quiserem comentar.



























E como esquecer... Dessas? Clássicas.






Fonte das imagens: Todas retiradas no Google, melhoradas.
Todos os direitos reservados aos autores das imagens, uso sem fins lucrativos.

10 Episódios indispensáveis de Contos da Cripta

Você quer assistir ao Contos da Cripta mas não tem tempo ou paciência para enfrentar 2.340 minutos (ou 39 horas) de episódios? Tudo bem, iremos dar a recomendação de 10 episódios essenciais e os melhores de todos, na minha humilde opinião de fã de carteirinha da série... Até porque muitos episódios não valem a pena e outros com exceções de elenco ou curiosidades, não é caso destes 10 eps. Todos são excelentes, de uma forma ou de outra, e são indispensáveis por estarem acima da média, indicado para fãs de Terror anos 80 e 90.

Um fato é que a maioria dos eps. da série contou com plot twists, reviravoltas, coisas que te pegam de surpresa no finalzinho, e isso foi difícil de se esquivar até mesmo nessa lista variada, de seasons variadas, sendo que quatro ou cinco episódios podem ter essas características, mas são todos bons e possuem seus diferenciais, e do primeiro ao quinto são os melhores que já vi da série, indiscutivelmente para mim (podendo alterar as ordens, com exceção do primeir…

Os brilhantes mapas dos Estados Unidos e Europa representados por filmes de terror!

Um usuário do imgur publicou algo muito curioso: Todos os estados dos Estados Unidos da América com suas respectivas localidades e estados e dando uma referência de vários grandes filmes de terror foram filmados, uma em cada estado.

Isso me deu a ideia de fazer esta postagem, é sempre interessante conhecer sobre esse tipo de coisa, e olhando por esses mapas temos uma percepção diferente, mais próxima, de alguma forma. Bem curioso pela trivia, fora casos peculiares de obviedades como Texas Chainsaw Massacre, que todos sabem onde foi feito, é legal conhecê-los dessa outra maneira. Confira:

*Vou deixar um mapa com os nomes dos estados abaixo.





E se você pretende visitar lá... Cuidado!



No entanto, essa ideia de um mapa com filmes de terror não é tão nova. Há um tempo atrás alguém do blog Reddit postou um super-mapa com diversos filmes do gênero por estado, você pode confirir aqui o PDF original em alta qualidade. Ou, caso prefira, clicar na imagem abaixo, para abrir uma nova janela.



E par…